23/02/2011 - Alcatrazes vai virar Parque ?
Outras Notícias

                 Consulta pública abordará recategorização do Arquipélago de Alcatrazes
             A Estação Tupinambás, com apoio da Administração Municipal, através da Sectur (Secretaria de Cultura e Turismo) realizará no dia 30 de março uma única consulta pública para recategorização do Arquipélago de Alcatrazes. O evento ocorrerá a partir das 18h, no Teatro Municipal de São Sebastião.
             O assunto foi levantado no dia 10 de fevereiro, durante reunião de reestruturação do turismo, que também ocorreu no teatro com a presença de vários órgãos ligados a área.
             As ilhas, localizadas na Costa Sul do município, já foram fonte de inúmeras discussões no passado entre ambientalistas e Marinha, mas desta vez, a Estação Tupinanbás, com apoio da prefeitura, pretende envolver a comunidade para participar do processo.
             A chefe da estação, ligado ao ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), do Ministério do Meio Ambiente, Karen Leite, estará presente no evento para um debate que abordará a recategorização do arquipélago, transformando-o em Parque Estadual. Na discussão estará envolvida a Prefeitura, empresas do setor turístico, ONG’s e a população interessada.
             O arquipélago está localizado a aproximadamente a 45 km do porto de São Sebastião. É formado pela ilha principal (Alcatrazes), que possui cerca de 196 hectares; pelas ilhas da Sapata, do Paredão, do Porto ou do Farol e do Sul, além de quatro outras ilhotas não nominadas, cinco lajes (Dupla, Singela, do Paredão, do Farol e Negra) e dois parceis (Nordeste e Sudeste).
                 É BOM?
             Virar Parque é de interesse de todos os mergulhadores, operadores de turismo e de mergulho, prefeituras, etc.
             Quem conhece o local sabe que, além de ser um excelente abrigo para pernoite, propicia mergulhos incríveis, em diferentes níveis e profundidades.
             Resgatar para a população o direito de visitar o arquipélogo é democrático.
                 A NAUI Apoia
             A NAUI, através de nosso escritório no Brasil esta apoiando este projeto, e fica aqui o importante convite para participar da audiência.
             Somente a presença física, neste momento do processo, poderá surtir algum efeito, já que existe uma grande mobilização por parte da alguns setores envolvidos com a pesca, e que são contrários à criação do Parque . Tudo será registrado em aúdio e vídeo e servirá para demonstrar nossa capacidade de mobilização. Qualquer um deverá participar deste importante momento extremamente decisivo para áquela área.
             Para nós mergulhadores recreativos, será mais uma chance de exercer o importante papel de fiscalização através de visita controlada, a exemplo do que já acontece em outras Unidades de Conservação, como o Parque Estadual da Laje de Santos, onde os maiores fiscais são os operadores de merguho e os próprios praticantes da atividade.
             Convidem seus alunos, amigos, colegas instrutores e líderes de outras agências de mergulho, enfim participem ativamente desta mobilização.