OUTROS ANIMAIS
RÉPTEIS
A classe Reptília (Latim Reptum, rastejar) inclui os jacarés, tartarugas, serpentes, iguanas, lagartos e outros. A pele seca e córnea em conjunto com as escamas fazem o animal resistir a perda de umidade e possibilita que ele viva em terrenos ásperos. O esqueleto é completamente ossificado e os ovos adaptados para o desenvolvimento em terra. Os filhotes, ao nascerem, são semelhantes ao adulto e independentes. Como os peixes e anfíbios são pecilotermos (sangue frio), a termo-regulação corpórea só aparece em aves e mamíferos, portanto, tem sua atividade diminuída no frio e aumentada no calor. É comum vê-los tomando banho de sol. São carnívoros sendo que jabutis, algumas tartarugas e poucos lagartos comem vegetais.
Para mergulhos em água doce, especial atenção a dois representantes que podem oferecer risco, o Jacaré (Caimoé) e a Cobra de água (Natrix).
No mar há um inofensivo, a tartaruga e dois perigosos mais de poucas possibilidades de encontro, o Crocodilo Marinho e a Serpente Marinha.

CROCODILO MARINHO
A diferença com nosso jacaré é quando sua boca está fechada alguns dentes ficam a mostra. Dependente da água principalmente no que se refere a alimentação, basicamente peixes, põe seus ovos na areia. Possui a pele espessa reforçada por séries de placas ossificadas, principalmente no dorso. O pulmão é aperfeiçoado, possui diafragma. Existem algumas espécies que frequentam o mar, o chamado Crocodilo Marinho, os maiores da ordem.
Este tem por habitat bocas de rios, estuários e mangues situados em costas marinhas. Por vezes se aventura no mar para caçar, chegando a atacar até tubarões. É maior que o terrestre, espécie encontrada na América do Sul, Crocodylus americanus, atinge 6,5 metros e o Crocodylus porosus, habitante do Indo-Pacífico, chega a 10 metros. Vive em locais definidos, sendo desaconselhável o mergulho na região. Apenas o crocodilo do Indo-Pacífico é assíduo frequentador do mar, já tendo atacado humanos diversas vezes.

SERPENTE MARINHA
Assim como as moréias entre os peixes e a cobra cega entre os anfíbios, as cobras não tem extremidades pares, possuindo o corpo alongado. Apenas em algumas espécies como as Jibóias, Pitons e outros persistem vestígios da cintura pélvica e das pernas posteriores. As cobras peçonhentas tem um par de dentes especializados, as Presas, nos dois ossos maxilares pelas quais conduzem o veneno. As cobras nunca mastigam ou dilaceram seu alimento, elas o engolem inteiro mesmo que ele seja de diâmetro maior que seu próprio corpo.
Dentre as cobras a família Hydrophiidae tem por habitat o mar, são as Serpentes Marinhas com cerca de 50 espécies. A Serpente Marinha é possuidora de um forte veneno de ação neurotóxica, superior as mais peçonhentas cobras terrestres. Tem a cauda comprida e alargada em forma de pá natatória além de uma dobra na pele do ventre que facilita sua natação. Normalmente são listadas. Dividem-se em duas subfamílias, a dos Laticaudíneos é mais primitiva vindo a terra para colocar seus ovos, se aquecer ao sol e dormir. Já a dos Hidrofídeos passa toda sua vida no mar tendo a musculatura longitudinal bastante desenvolvida para a natação. Como tem a musculatura transversal quase completamente atrofiada, na terra não conseguiria se locomover. Os Hidrofídeos, na postura, retém os ovos para desenvolvimento interno (Ovovivíparas) sendo que seus filhotes já nascem capazes de desembaraçar-se sozinhos.
A serpente marinha possui olhos adaptados a visão subaquática, narinas dotadas de válvulas que se fecham durante o mergulho e compridos pulmões que ocupam a maior parte do corpo. Como troca de pele, na muda ficam livre dos parasitas agregados como as cracas. Seu alimento básico são os peixes.
Sua distribuição geográfica limita-se aos mares tropicais, principalmente na costa do sul da Ásia e nos oceanos Indico e Pacifico, indo até o Golfo do Irã.
A Serpente, apesar de medir por volta de 2 metros, tem a boca pequena não conseguindo morder grande parte do corpo humano, além disso, a roupa de Neoprene serve como uma boa defesa. Os encontros com mergulhadores geralmente são pacíficos.

TARTARUGA
A ordem dos Quelônios compreende os Jabutis, Cágados e Tartarugas. Têm o corpo encaixado em uma concha oval, uma resistente carapaça óssea formada por placas dérmicas (osteodermes) cobertas por placas córneas (escamas) de tamanho regular. A parte dorsal é a carapaça e a ventral plastrão. Não possuem dentes, tendo um bico curvo com o qual esmagam e engolem os alimentos que são mortos pelos sucos digestivos. Os dedos terminam em garras córneas. O pescoço é alongado e o rabo rígido.
Põe seus ovos em buracos no solo onde são aquecidos pelo calor do sol até eclodirem. Há três tipos de animais, a tartaruga de terra, Jabuti, a de água doce, Cágado e a do mar, Tartaruga Marinha.

A Tartaruga Marinha põe os ovos em grande quantidade. Estas desovas ocorrem apenas em poucas e determinadas praias do mundo. Quando nascem os filhotes estes vão por instinto direto para mar, sendo no caminho intensamente predados por caranguejos e aves como a Fragata. Na cloaca há sacos vasculares de paredes finas que funcionam como brânquias cloacais, possibilitando que o animal respire quando submerso. Aliado a isto há o fato dos répteis terem baixo metabolismo por isso, conseguem ficar até uma hora submersos. Os pés tem a forma de remo que auxilia na natação. Uma muito conhecida é a de Pente (Eretmochelys) assim chamada pois sua carapaça era procurada para o fabrico de pentes.
Diversos alunos já me perguntaram a respeito do perigo da mordida da tartaruga. Com certeza o risco é mínimo, praticamente inexistente. As tartarugas são inofensivas, só mordem para se alimentar. Lembre-se que a tartaruga respira ar da atmosfera portanto, NÃO A PEGUE!!!

IDENTIFICAÇÃO
Classe - Reptília
Subclasse - Diapsida
Infraclasse - Archosauria
Ordem - Crocodilia
Família - Crocodylidae / Gênero - Chocodylus (CROCODILO)
Infraclasse - Lepidosauria
Ordem - Squamata (lagartos e cobras)
Subordem - Ophidia (cobras)
Família - Colubridae (COBRA DE ÁGUA)
Família - Hydrophiidae (SERPENTE MARINHA) / Subfamília- Laticaudíneos / Subfamília- Hidrofíneos
Subclasse - Anapsida
Ordem - Chelonia (TARTARUGA)

OUTROS ANIMAIS