OUTROS ANIMAIS
ARTHROPODES - CRUSTÁCEOS
O filo Arthropoda (grego Arthros, articulação + podos, pés) é composto por animais de esqueleto externo - exoesqueleto e extremidades articulares. O exoesqueleto (carapaça) é espesso e constituído por ceras, gorduras, proteínas e quitina, um polissacarídio nitrogenado (C8 H13 O5 N) indissolúvel em água, álcool e sucos digestivos. Como ele é rígido, os arthropodas o trocam periodicamente (Ecdise / Muda), normalmente no final da primavera e no verão. É muito interessante este processo, o animal faz uma nova e mole carapaça por dentro da antiga, abre esta dorsalmente num dos anéis abdominais, se retira deixando o revestimento anterior completo e se esconde até endurecer a nova cutícula. Neste processo ele se expande aproximadamente 12%.
Filo de maior números de espécies, corresponde a 80% de todas as espécies zoológicas. É dividido em várias classes como a Insecta (Insetos), Aracnídea (Aranhas / Escorpiões), Chilopoda (Centopeias), Crustácea e outras.

CRUSTÁCEOS
Na classe Crustácea (Crusta, carapaça dura) temos a craca, lagosta, camarão, Artemia salina (usada em aquariofilia), Lygia (barata de praia), Krill, etc. A maioria dos crustáceos são marinhos. Sua carapaça é constituída por quitina, várias proteínas e inclusões minerais como carbonato de cálcio, fosfato de cálcio e fosfato de magnésio.
Nenhum dos crustáceos que encontramos possuem substâncias que possam nos causar agressões químicas, nos intoxicar por contato.

1 - CARANGUEJO
Possui o corpo ovalado e 5 pares de patas, 4 para a locomoção e um para defesa e ataque. Este par, normalmente de dois tamanhos diferentes, é provido de poderosas garras. O marinho habita praia arenosa, de cascalho e fundo rochoso raso.
De hábitos noturnos, costuma passar o dia entocado em frestas de rochas e corais. Muitas vezes carregam outros organismos presos sobre a carapaça (Simbiose - Mutualismo) como cracas, algas, esponjas e anêmonas.
O cuidado durante o mergulho é não encostar no fundo ou pedras, e nunca enfiar a mão em buracos pois, se ali estiver um caranguejo vai ocorrer uma dolorosa surpresa.
PAGURO - Muito interessante, também conhecido por Ermitão, possui abdome mole vivendo dentro de uma concha de molusco (gastrópoda) para se proteger de ataques de predadores. Conforme vai crescendo vai mudando de concha.
SANTOLA - É um grande caranguejo avermelhado que possui poderosas garras.

ARANHA - O exótico caranguejo aranha é muito procurado por aquariofilistas. Parece, como o nome já diz, uma aranha. Fica normalmente perto de corais.

2 - SIRI
Muito parecido com o caranguejo, vive em fundos arenosos ou de cascalho, sendo comum encontrá-lo em praias. Tem normalmente cor cinza-azulado. O corpo é alongado lateralmente terminando em espinhos, sendo que suas garras são de igual tamanho e tem o último par de patas transformadas em remos para auxiliar na natação.
Atenção para entradas a partir de fundos arenosos, se bem que nenhum siri ficará a espera de ser pisado.

3 - LAGOSTA
Muito apreciado e saboroso é cobiçado por pescadores devido ao bom preço no comércio de pescado.
Possui uma grande e espessa carapaça que engloba o Cefalotórax, conjunto de cabeça e tórax fundidos, olhos pedunculares e possantes antenas que concentram os sentidos de tato e paladar. Uma característica comum em quase todas as espécies é que os membros anteriores são mais robustos que os posteriores.
De hábitos noturno vive em tocas, sendo que há várias espécies que hibernam nelas quando da chegada do inverno. Sua dieta é voltada para pequenos peixes, moluscos e invertebrados. Mais comum em água salgada, prefere águas rasas onde a fauna é mais rica. É comum encontrar-mos uma grande quantidade de indivíduos juntos onde há um bom abrigo, como restos de naufrágios.
Há três tipos básicos de lagosta:
ESPINHOSA - Têm este nome pois o cefalotórax é cheio de projeções espinhosas. As antenas são grandes.
LAGOSTIM - Difere da espinhosa por possuir garras como os caranguejos. No Brasil o lagostim que encontramos vive em água doce, o famoso Pitu.
CAVACA - Possui pequenas antenas e o cafalotórax não é espinhoso.
Para o mergulhador o risco de ferir-se está nas pinças do lagostim e nas projeções do cefalotórox da espinhosa. A cavaca não oferece risco. Lembre que com cilindro é proibido pegar lagosta, mesmo que a pegue com a mão.

4 - CRACA
Crustáceo modificado, muitas vezes é confundido com um molusco. Quando adulto é hermafrodita e séssil, encerrado em uma concha calcárea com forma de "vulcãozinho". Algumas espécies se fixam em rochas e cascos de navios, outras em animais. Encontramos cracas em carapaças de outros crustáceos como caranguejos e lagostas, em baleias, tubarões e tartarugas. Apesar de raramente causar problemas, podemos nos cortar neles principalmente quando entramos ou saímos da água por costões.

IDENTIFICAÇÃO
Filo - Arthropoda
Subfilo - Mandibulata (Antennata)
Classe - Crustácea (Crustáceos)
Subclasse - Malacostrada
Ordem - Decapoda (CARANGUEJO, SIRI e LAGOSTA)
Ordem - Isopoda (LYGIA)
Subclasse - Banquiopoda ( Filopodes)
Ordem - Anostraca (ARTEMIA SALINA, CAMARÃO)
Subclasse - Cirripedia
Ordem - Thoracica (CRACA)
OUTROS ANIMAIS