OUTROS ANIMAIS
CETÁCEOS
A ordem dos cetáceos (grego ketos, baleia) compreende os golfinhos, botos e baleias. Possuem a cabeça longa, maciça, muitas vezes pontuda, unida diretamente ao corpo sem pescoço, como os peixes. Os membros anteriores são largos como remos não possuindo os posteriores. A larga cauda termina em dois lobos transversais e só possuem pelos em volta da boca. Uma grande diferença dos peixes logo perceptível é justamente a cauda, enquanto nos peixes ela é "em pé", nos cetáceos ela é "deitada", além disso os peixes nadam através de ondulações laterais e os cetáceos no plano vertical. A narina fica na parte dorsal e é chamada de respirador não tendo praticamente sensação olfativa. Andam em grandes bandos pois vivem em sociedade. Tem uma notável comunicação a qual chamamos de "canto" e costumam saltar fora da água num verdadeiro show de beleza e força.
Os grupos (Clãs ou Bandos) compõe-se normalmente de um ou dois machos dominantes, seu harém de fêmeas e os filhotes.
Conseguem mergulhar a grandes profundidades pois, além de terem alta concentração de Hemoglobina, possuem Mioglobina, uma proteína especial que se assimila melhor com o oxigênio. Possuem compridas ramificações capilares que servem de reservas oxigenadas, particularmente em volta da coluna vertebral, as "redes maravilhosas". Além disso possuem pulmões elásticos e um forte diafragma conseguindo renovar até 90% do volume pulmonar (humanos só renovam 10%).
Costumamos dividir os Cetáceos em Baleias e Golfinhos, o que fica bem mais fácil de assimilar. Na realidade, a ordem divide-se em três subordens, Arqueocetos (extintos), Odontocetos e Misticetos.
ODONTOCETOS - ou Denticetos, são os que possuem dentes. Possuem apenas um respirador e o macho é maior que a fêmea.
MISTICETOS - ou Misticocetos, são os de barba. Possuem dentes embrionários que abortam antes do nascimento e, em seu lugar crescem lâminas cônicas epidérmicas que pendem da maxila superior. Estas lâminas (barbatanas), são feitas de Queratina como as nossas unhas.
No verão vão para águas polares onde se alimentam de pequenos crustáceos copépodes e do eufausiário de nome norueguês, Krill, ambos planctônicos, além de pequenos peixes. No inverno vão para águas quentes se acasalar e terem o filhote gerado no ano anterior. Possuem dois respiradores e o macho é menor que a fêmea. Andam em bandos menores que os misticetos, normalmente em unidades familiares.

BALEIAS
Possuidor do maior célebro do planeta, a baleia é o maior de todos os animais.
São vistas de longe pelo esguicho de água que soltam, podendo inclusive ser identificada a espécie por ele. Este esguicho é o sopro (expiração) de seu pulmão. Como é formado basicamente por água, além de dióxido de carbono e partículas mucilaginosas, condensa-se formando a nuvem característica. Possuem uma linguagem muito desenvolvida, superior a dos humanos.
Muito temido na antiguidade, imaginava-se que abalroavam embarcações para naufragá-las e devorar os seus ocupantes, como no clássico livro de Hermann Melville "Moby Dick", onde o capitão Achab foi morto e teve o seu barco Pequod destruído por um enorme e feroz Cachalote albino, ou como no mais recente, "Orca a baleia assassina". Há a lenda de Jonas que foi engolido por uma baleia e só foi solto por ordem de Deus. Esses filmes e estórias ajudaram a passar uma errônea impressão de agressividade desses gigantescos mais dóceis animais.
A intensa pesca predatória deixou muitas espécies a beira da extinção.
Algumas baleias que frequentam águas brasileiras:
BALEIA AZUL - É a maior de todas atingindo mais de 30 metros com peso perto de 180 toneladas, maior e mais pesada que o maior dinossauro que já existiu. Tem o corpo comprido e esguio e a cabeça chata e pontuda em forma de "U". Sua cor é cinza azulada e tem as barbatanas pretas. A nadadeira dorsal é pequena e fica perto da caudal. Seu esguicho, em forma de coluna, chega a 8 metros. Migra em rotas oceânicas, longe da costa.
FIN - É a segunda maior baleia chegando a 26 metros e 150 toneladas. A cabeça é em "V", mais pontuda e estreita que a da baleia azul. A cor do dorso é cinza e das barbatanas cinza ou esbranquiçadas. Pode saltar com todo o corpo fora da água. Também migra em rotas oceânicas, longe da costa.
MINKE - Conhecida como baleia anã é a mais comum por ter sido desprezada pelos baleeiros por muito tempo devido ao seu tamanho que varia de 6 a 10 metros com 10 toneladas. Algumas possuem uma característica lista branca no centro das nadadeiras peitorais. Seu borrifo chega a 2 metros.
CACHALOTE

De cor cinzento escuro, raramente albino, é um exímio mergulhador. Os grandes machos vão a mais de 1.100 metros por uma hora de imersão, onde vão buscar seu prato predileto (são teutróficos) a lula gigante do gênero Architeuthis com a qual travam titânicas batalhas nas profundezas abissais. Veja mais informações na página "Baleias e Golfinhos".
FRANCA - De cor escura com manchas brancas irregulares na barriga, possui uma enorme boca arqueada com lâminas que atingem 4 metros, e a cabeça cheia de incrustações. Seu borrifo sai em "V" e chega a 5 metros de altura. Atinge 17 metros e 60 toneladas de peso. Chamada de baleia certa (Right Whale) pelos baleeiros pois é a única que após estar morta bóia devido a grande quantidade de gordura que possui. É costeira e de nado lento, fazendo mergulhos rasos. Aparece no litoral Sul do Brasil, sendo muito avistada em Santa Catarina no período de procriação, Julho a Dezembro.
JUBARTE
Também conhecida por Corcunda mede até 16 metros com peso de 30 toneladas. Seu dorso é de cor preta com manchas brancas irregulares no ventre. Costeira, faz apnéias de até 25 minutos. É facilmente distinguida das demais pelas suas grandes nadadeiras peitorais que atingem 1/3 do tamanho de seu corpo. A nadadeira dorsal fica em cima de sua pequena corcova e sua boca é arredondada. Em cima da cabeça há incrustações, não tanto quanto da baleia franca, e seu borrifo é espalhado atingindo 3 metros.
BRYDE

É a mais encontrada no Litoral de São Paulo. Chega a 15 metros com até 25 toneladas. De coloração cinza escuro a preto no dorso e cinza ou branco no ventre, possui 3 quilas sobre a cabeça. Seu borrifo, em forma de coluna, chega a 4 metros.
Outra Baleia muito conhecida é a:
CINZENTA - A mais primitiva dos Misticetos. Chega a 15 metros com 30 toneladas. É a única baleia verdadeira que foi criada e estudada em cativeiro, por cerca de um ano. Além do cachalote é a única baleia que revida quando é atacada, valendo-lhe o apelido de "Devil Fish" - Peixe Demônio.

GOLFINHOS
De focinho comprido e cara simpática, é um grande prazer encontrá-lo nas viagens, o que não é incomum. É bastante rápido e dá saltos de até 3 metros fora da água.
Muito dócil sempre foi considerado amigo. Quem não se lembra do seriado "Fliper"? Pela sua inteligência é muito procurado para adestramento e apresentação em parques aquáticos.
Seus inimigos naturais são o Tubarão e a Orca, além do homem, há aqueles incrivelmente ignorantes e incultos que os matam para pegar seus olhos e partes genitais acreditando em poderes afrodisíacos e místicos, tendo outros piores que compram o fruto desta cultura absurda.
Como todo animal, pode estar num mal dia ou doente, portanto tem respeito, apesar de raros já ocorreram casos de ataques a pessoas. São situações anormais, o animal é dócil, brincalhão e costuma conviver com humanos sem problema.
Alguns golfinhos que frequentam nosso litoral:
SOTÁLIA - Ele gosta de ficar em águas salobras, bem perto da costa.
NARIZ DE GARRAFA (FLIPER) - Corpo robusto com até 4 metros e coloração cinza escura no dorso, clareando em diração ao ventre. Rosto curto e largo. Vistos em grupos pequenos.
PINTADO DO ATLÂNTICO

Corpo robusto com até 2 metros e coloração cinza escuro com pintas claras no dorso e escuras no ventre. Formam grupos de 50 indivíduos.
GOLFINHO COMUM (Delphinus) - Corpo comprido e delgado com até 2,5 metros e coloração escura no dorso e clara no ventre. Possui uma faixa na lateral do corpo, e formam grupos muito numerosos.
ORCA
Uma das mais temidas "baleias", principalmente por ser grande predadora atacando focas, pinguins, baleias doentes, tubarões e, por defender-se quando atacada. Até hoje é injustamente chamada de baleia assassina. A orca é o mais belo, forte e inteligente dos golfinhos. Possui a pele negra manchada de branco chegando a medir 10 metros com 8 toneladas. A nadadeira dorsal é alta e larga, as peitorais são arredondadas e largas. Orca em cativeiro fica a barbatana dorsal dobrada.
Outros Golfinhos muito conhecidos:
BELUGA (Russo) - A menor e mais brincalhona "baleia" do Ártico é conhecida como Baleia Branca ou Fantasma do Gelo. Possui uma cara "gorducha" e não tem a barbatana dorsal. Vive em grupos de 30 a 50 indivíduos sendo que o macho chegam a 5,5 metros. Como a nona vértebra é desconectada e móvel, pode virar a cabeça de lado. Os filhotes nascem com a pele cinza, depois escurece ainda mais até ficar quase negra, só quando chega a maturidade é que ficam brancos.
NARWALL - Como o lendário e místico Unicórnio, tem um grande "chifre" na fronte que alcança 2,5 metros. Este chifre na verdade é o dente incisivo médio esquerdo que no macho desenvolveu-se numa lança espiralada que ele usa para defesa. Também é habitante do Ártico e não tem a barbatana dorsal, chegando a 5 metros sem o chifre.

IDENTIFICAÇÃO
Ordem - Cetácea (BALEIA E GOLFINHO)
Subordem - Archaeoceti (extintos)
Subordem - Odontoceti (com dentes)
Família - Delfinapteridae
Espécie - Delphinapterus leucas (BELUGA)
Espécie - Monodon monoceros (NARWALL)
Família - Iniidae
Espécie - Inia geoffrensis (BOTO COR DE ROSA)
Família - Ziphiidae (BALEIA DE BICO)
Família - Phiseteridae
Espécie - Physeter macrocephalus/catodon (CACHALOTE)
Espécie - Kogia breviceps (Cachalote PIGMEU)
Espécie - Kogia simus (Cachalote ANÃO)
Família - Delfinidae
Espécie - Orcinus orca (ORCA)
Espécie - Pseudorca crassidens (FALSA ORCA)
Gênero - Globicephala (PILOTO)
Gênero - Tursiops (FLIPER)
Subordem - Mysticeti (com barbas)
Família - Balaenidae (FRANCA)
Espécie - Eubalaena australis (Franca do SUL)
Espécie - Eubalaena glacialis (Franca do NORTE)
Família - Escrictiidae
Espécie - Eschrichtius robustos/glaucus/gibbosus (CINZENTA)
Família - Balaenopteridae
Espécie - Balaenoptera musculus (AZUL)
Espécie - Balaenoptera physalus (FIN)
Espécie - Balaenoptera borealis (SEI)
Espécie - Balaenoptera acutorostrata (MINKE)
Espécie - Balaenoptera brydei/edeni (BRYDE)
Espécie - Megaptera novaeangliae (JUBARTE do Sul)
Espécie - Megaptera nodosa (JUBARTE do Norte)
OUTROS ANIMAIS